terça-feira, 11 de março de 2008

O Segredo da felicidade...

Existiu certa vez um jovem de alma bastante inquieta, que queria saber o Segredo da Felicidade. Imbuído do Espírito da Busca, ele afogou-se nas leituras, entediou-se nas conversas com os filósofos, prostrou-se de tanto meditar.

Quando, por pura exaustão, estava prestes a desistir daquela procura infrutífera, alguém lhe contou de um velho sábio eremita que - diziam - sabia qual era o Segredo da Felicidade.

O problema é que este sábio morava em uma caverna no alto de uma enorme montanha. Sem desanimar por isso, lá foi o jovem ao encontro do velho eremita.

Bem, o jovem quase perdeu a vida na escalada dificílima da montanha. Chegou à caverna do sábio meio morto, é verdade, mas depois de receber os cuidados do velho por três dias e três noites, sentiu-se melhor e perguntou ao sábio:

- Mestre, eu vim até aqui para lhe perguntar apenas uma coisa: qual é o Segredo para se obter Felicidade em Abundância?

O velho coçou a barba, olhou bem firme nos olhos do rapaz e falou solenemente:

- Sexo... Muito sexo desvairado com mulheres lindas e bêbadas... Champanhe e morangos no café da manhã... Carros esportivos... Drogas alucinógenas... Filmes do Monty Python... Rock dos anos 60... Cervejas Belgas... Tudo isto propicia Felicidade em Abundância.

O jovem, muito espantado, exclamou:

- Mas, ó Sábio, não compreendo! Tudo isto faz parte do Segredo da Felicidade, entretanto aqui você vive em completo isolamento, sem nenhuma destas coisas!

E o sábio, mais solene ainda, respondeu:

- Mas quem lhe disse que eu sou feliz?

Morais da estória
- Entre saber e fazer, há toda a distância do mundo.
- Às vezes, a Verdade é tão óbvia que não a enxergamos.
- Não leia muito. Você corre o risco de se tornar um tapado.

2 comentários:

helen disse...

Não leia muito. Você corre o risco de se tornar um tapado.

Será que eu sou tapada! rsrsrsrsr

Samantha Steil. disse...

eu sou!!!!!!!!



eeeziiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii