segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

O nascimento do bobão...

Homem bonzinho é uma diabólica invenção feminina que não atende aos interesses masculinos. Significa ser um sujeito sem sal e por quem mulher alguma sente tesão... É sempre simpático, atencioso, e excessivamente educado. Entende a alma feminina de uma forma especial, mais até que as próprias mulheres. Mas no fundo não passa de um cachorrinho de madame, com vantagem de falar e não fazer xixi no tapete. Uma espécie de secretário pessoal, o bonzinho não chega a ser feminino nem afeminado. Mas é o tipo de homem que uma mulher pode facilmente substituir por um objeto funcional, quem sabe uma revista ou um livro, ou mesmo um copo de guaraná...
.
Sob o ponto de vista feminino, ele é o amigo perfeito para todas as ocasiões, sempre submisso e subserviente. Por isso, ela tem a tranquilidade de trocar de roupa ou dormir na mesma cama, sabendo que nada fora da rotina vai ocorrer entre eles.
.
Todo homem corre perigo de cair nessa esparrela e, mesmo sem querer, tornar-se um homem bonzinho. Quase todos percebem o problema a tempo e restabelecem a ordem entre os sexos. Um cara percebe se está nessa situação se a atração inicial por ele for substituida por uma amizade profunda e desinteressada. Enquanto ele morre de vontade de dar um amasso na moça, ouve contrariado, detalhes da relação maravilhosa dela com outro sujeito... É mole?!
.
Capachos humanos
Quer saber como nascem homens bonzinhos? Historicamente, esses capachos humanos - considerados como disfunção patológica do macho - tem suas raízes na educação feminina. Se a gente deixar, a maioria das mães, cedo ou tarde, estará fazendo de seus filhos novos exemplares de homens bonzinhos. E esse trabalho será completado por uma rede de outras mulheres, como babás, professoras, tias e todas as que fazem parte desse complô que visa domar meninos desde pequenos.
.
Todas se realizam em gerar homenzinhos dentro de uma concepção do que elas gostariam de ver num companheiro imaginário - e que não tem nada a ver com a realidade biológica do sexo masculino.
.
Os pobrezinhos, se não surgir um contraponto à altura (como um homem mais velho que os oriente melhor), vão passar a infância e a adolescência aprendendo como ser excessivamente gentis com as mulheres, neutros na sexualidade e desinteressados se o sexo oposto não tomar a iniciativa. Aprendem a se comportar do jeito que elas querem "para que possam se sentir orgulhosas deles". Já ouviu essa expressão antes? Claro, pois esse é o discurso-padrão de todas. Diante dessa covardia, dá vontade de chorar (e eu não choro!), pensando nos garotinhos indefesos arrastados para essa terrível arapura psicológica...
.
Felizmente, a maioria dos homens se recupera, uns mais cedo, outros mais tarde, dessa tentativa feminina de manipulação de atitudes. No entanto, muitos tombam por aí. Mesmo sem ter consciência do que se tornaram, eles estão irremediavelmente transformados em homens bonzinhos. E é para esses anônimos e inconscientes coitados, vítimas das circunstâncias, que estas palavras são dedicadas...

Um comentário:

leli pensativa disse...

Continuo achando que o homem certo será sempre o errado! Quero aquele que me faça esperar horas e não vêm para ter a discussão do ano e depois a melhor noite de amor, aquele que diz que vai ligar e não liga, ou aquele que sempre esquece a data do aniversário de vocês, para você o lembrar. Não aquele que simplesmente faz TUDO por mim, ISSO cansa!


Li quase tudinho aqui rs
beeijosss
Helen