segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Sim, você é uma besta...

Alguma vez na sua vida, no âmago de seu ser, poderias suspeitar o quanto és uma besta?! Talvez você não saiba mas... SIM! VOCÊ É UMA BESTA!!!
Calma lá, você não é o único... você não está sozinho nesta incrível jornada da idiotice humana. Sim, porque a humanidade é o que é: um coletivo de bestas.

Não quero chegar ao ponto do exagero; de uma profunda análise da existência humana, suas relações, causas e consequências... dizendo sobre esta capacidade ímpar, a nossa de, sermos capazes de torturar, matar por prazer, poluir o ambiente.. longe disso!
Mas talvez, dizer tão somente que somos os únicos capazes de sentirmos pena de nós mesmos, neste coitadismo que nos paralisa, nesta dependência que criamos por qualquer coisa para nos satisfazer.. vivendo da atenção e da aceitação dos outros.. relacionamo-nos sendo inseguros, interesseiros, egoístas, na ansia por ter e manipular tudo e todos a nossa volta.. e ainda assim, somos escravos do tempo, dos vícios.. de nós mesmos. Ridículo, não?!
Seria ridículo se tudo isto não fosse tão profundo.
Você já viu algum animal na natureza, precisar acender um cigarrinho pra aliviar o ´stress´?!
Ou começar a se sentir ansioso por se comparar com algum outro animal?! O coelho se comparando com o cavalo?! A árvore com o pássaro?! Sabe de algum animal que precisou fazer regime?! Mesmo quando precisam, somos nós os culpados, que levamos o bichinho a precisar de uma.
Somos nós que sempre passamos dos limites... do bom senso! Precisamos nos preencher com o vazio, pois não costumamos estar satisfeitos com nós mesmos.
Quantas vezes você pensou que se estivesse "lá", estaria melhor do que "aqui"?! Quanta energia não foi desperdiçada na imaginação, na ansieadade, na frustração, ao invés de dedicá-la no presente, na única benção que você realmente possui! A felicidade está onde você está, e ainda fazemos dela uma eterna busca, pois queremos sempre mais e, não obstante, queremos aquilo que não é nosso, até ser. ´

É como se, depois de pagar as 5.396 parcelas daquele carro que você tanto sonhou, derreter-se e apaixonar-se por outro modelo (Tá certo, o exemplo não é muito bom, mas faça uma analogia..).
Sabe... TUDO pode perder seu valor, assim como ganhar proporções incalculáveis. É como trair a pessoa que você tanto gosta e que te adora, sem ao mesmo saber por quê, apenas beijar por beijar.. alimentando seu ego em sua vaidade.

É pensar e se desgastar no passado, fazendo disso um martírio, lamentando-se pelo acontecido. NÃO!!! Viva o agora, nada fará você voltar. Suas escolhas presentes lhe darão a direção do teu caminho. E nada, verdadeiramente volta, como a palavra dita e a pedra atirada.
Somos mestres em espalhar a bosta, depois de jogada no ventilador. Insistimos em ver o cisco no olho ao invés da paisagem. Êêê nossos dramalhões, viu?!
A humanidade ainda não se decidiu o que vai ser quando crescer. A gente só acaba aprendendo no tranco e no tronco mesmo, quando poderia ser bem diferente.

O problema não é cometer erros, pois aquele que nunca errou, não poderá crescer. Não poderá fazer novas escolhas e compreender seu caminho. O problema é cometer o mesmo erro duas vezes.
Uma vez me disseram: Nós só vemos nossos erros e nos mudamos num relacionamento quando acabado o namoro.
E é assim, com todo mundo e com muita coisa em nossa vida. Acho que está na hora de mudar isso. Não espere o leite entornar para só depois, desligar o fogão.
Deveríamos ser algo assim, como as formigas.. organizadas, cooperativas e determinadas por instintos.. ou pelo menos como os porcos.. inteligentes e com orgasmos de meia hora.

É, somos umas bestas!
.
.
.
"O anseio interior se expressa numa centenade desejos que, pensam as pessoas, são suas necessidades reais. Mas a experiência mostra que não são estes seus desejos verdadeiros pois, ainda que atinjam tais objetivos, o anseio não diminui." (Jalaluddin Rumi)

Um comentário:

Vivi Floripi disse...

ok. ok.
eu concordo...
sou uma besta !
bem vindo d volta amiggo e sabe voar !